Pesquisar

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Leites Baixa Lactose

leiteSegundo pesquisas, leites com baixa lactose passam pelo processo de adição da enzima lactase e conseqüente quebra da lactose em glicose e galactose. 

Eles possuem um sabor levemente adocicado quando comparado ao sabor do leite comum. 

Além disso, os leites com baixo teor de lactose são de mais fácil digestão e estão sendo cada vez mais consumidos pela população.

sábado, 16 de julho de 2016

Leite semi-desnatado com baixa lactose

leite semi-desnatado com baixa lactoseAtenção intolerantes a lactose, a Frimesa , fabricante paranaense, oferece o  leite semi-desnatado com baixa lactose

sábado, 2 de julho de 2016

terça-feira, 21 de junho de 2016

Cuidado com medicamentos

alerta
Intolerantes a lactose devem sempre comunicar ao seu médico que possui a intolerância, pois muitos medicamentos, inclusive antidiarreicos e anti-reumáticos contêm lactose na formulação.

sábado, 21 de maio de 2016

Diagnóstico Simples

exame de sangueO diagnóstico mais simples é feito através do Teste de Tolerância à Lactose que é um exame de sangue. Nele, o paciente recebe para beber um copo de água contendo de 50g a 100 g de lactose, e lhe é tirado sangue quatro a cinco vezes no espaço de duas horas antes de ingerir a lactose e após ingerir.

Quando a diferença entre a dosagem sanguínea da lactose de jejum e o pico da curva das demais medidas se mostrar menor de 20 mg%, o teste tem “curva plana” e é considerado positivo, indicando má absorção de lactose nessas pessoas.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

O que se sente?

dor AbdomenOs sintomas variam de pessoa a pessoa de acordo com a quantidade de lactose ingerida. Alguns dos pacientes conseguem ingerir leite ou derivados em um intervalo de dias sem ter os sintomas, já outros ingerem um copo de leite e começam a passar mal.

Algumas pessoas evitam ou não gostam do leite, mesmo sem se darem conta que são assim porque o leite e derivados lhes faz mal.

Alguns dos sintomas mais comuns: ruídos abdominais, barriga inchada produção de gases além do normal, diarreia líquida, acompanhada de cólicas, pode ocorrer ardência anal e assadura isso porque a acidez fecal passa a ser intensa (pH 6,0).

A maioria dos pacientes que só tem intolerância a lactose, não tem evidências de desnutrição, ou perda de peso, se isso ocorrer, pode haver a associação da intolerância com outras doenças gastrointestinais.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Como se desenvolve a intolerância?

contém lactoseNa superfície mucosa do intestino delgado as células produzem, estocam e liberam uma enzima digestiva (fermento) chamada lactase, que é responsável pela digestão da lactose. Quando a lactose é mal absorvida é fermentada pela flora intestinal, produzindo gás e ácidos orgânicos, causando a diarreia osmótica, com grande perda intestinal dos líquidos orgânicos.

Algumas pessoas nascem sem a capacidade de produzir lactase e, enquanto bebês, sequer podem ser amamentados. Isso ocorre geralmente com os prematuros nascidos com menos de trinta semanas de gravidez

Quando nascemos a concentração de lactase nas células intestinais é completo, porém vai diminuindo com a idade, portanto em qualquer época da vida pode surgir a incapacidade de produção ou uma inibição temporária, devido a toxinfecção alimentar que trouxe dano à mucosa intestinal, devido a lesões intestinais crônicas como nas doenças de Crohn e de Whipple, doença celíaca, giardíase, AIDS, desnutrição e também pelas retiradas cirúrgicas de longos trechos do intestino que é a síndrome do intestino curto.